quarta-feira, 19 de novembro de 2008

"Eu gostava tanto dessas palavras que começam com in - invisível, inviolável, incompreensível -, que querem dizer o contrário do que deveriam. Eu próprio sou inteiro o oposto do que deveria ser."

3 comentários: