quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ninho

Cancerianos não vivem sem lar. Eu não vivo sem lar. Dentro dele, imagens cintilantes do atrolho...


... e os discos que escuto noite após noite, e os livros que leio para viver as vidas que não vivo, e as fotografias que lembram as coisas que ficaram pelo caminho, e os brinquedos que não deixam esquecer que já houve juventude, e as cartas de amor que não deixam esquecer que já houve amor, e o Garfield de pelúcia que comprei para ME dar de presente no último dia dos namorados.

9 comentários:

Kivia Nascentes disse...

Frida...se não me engano havia uma amélie poulain nos dvds tbm. Mundinho interessante.

O texto se encaixa perfeitamente em muito de meus dramas. Acho que vou comprar um ursinho de pelúcia para ME dar de presente um dia. Um dia qualquer, um dia perdido, um dia em que eu ache que deva me dar um ursinho, amanhã quem sabe.
E penso talvez que seja a hora de deixar fotografias pelo caminho.


=*

Kivia Nascentes disse...

É meu filme preferido, poderia reconhecer a km. =D
E não, não sou canceriana, sou sargitarina. Pq?

Anne. disse...

Acredite, que ler livros pra viver vidas que não vivo é o que mais tenho feito ultimamente :)

Cancerianos... :)

Claudia Bins (Cacau) disse...

Oi Daniel,

O Blog Mosaicos do Sul faz sua primeira promoção, em comemoração ao aniversário de 6 meses. O Prêmio é o livro 1000 Lugares para conhecer antes de morrer. Passa lá e participa!

Abraço,

Cacau
www.mosaicosdosul.blogspot.com

Marcioni Martins disse...

...tô imgainando vc por trás dessas palavras.

Karla disse...

cão sem dono é bom hein... =D

Tônio disse...

Tudo perfeitamente arrumadinho. Bom garoto. Abraço garoto.

David ®... disse...

adoro fotos de cantos da casa e que acabam revelando um pouco da personalidade do dono.
Abração

Ana Pérsia disse...

Conheço esse Frida, conheço algumas fotos ali no mural, conheço esse canceriano...