quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Sutilmente

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

Samuel Rosa / Nando Reis

Um comentário:

Menina Misteriosa disse...

Daniel,
Ótima escolha... esta música é sensacional!
Ela grudou na minha cabeça e tem horas que só ela consegue expressar o que sinto!
Beijos