sexta-feira, 4 de dezembro de 2009


"Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"


Eça de Queiróz - O Primo Basílio

3 comentários:

Jeusa disse...

divino...

Claudia Bins (Cacau) disse...

Oi Daniel,

Passei aqui para conhecer e logo vi esse post do Primo Basílio... que eu adoro! Vou voltar com mais calma, mas desde já sigo...

Abraço e bom findi.

Cacau

Ur!3L disse...

Esse livro é mesmo muito lindo, muito especial. Não é por nada que ele é um grande clássico.
Parabéns pela escolha.